banner_quemsomos_crop22.jpg

PUBLICAÇÕES

 

Por que devo fazer o inventário?

Após a morte, todos os bens transmitem-se aos herdeiros de forma imediata e universal, e para que cada herdeiro tenha a sua parte individual da herança, surge o inventário.


Em síntese, o inventário é o procedimento destinado a individualizar o patrimônio dos herdeiros e entregar os bens aos titulares, e deve ocorrer em um prazo de dois meses após a abertura da sucessão, caso esse prazo não seja obedecido, o valor total da herança fica sujeito multa tributária.


Quando o inventário é aberto no prazo legal todos ganham: os herdeiros que não estão na posse dos bens; os legatários; os credores; a sociedade, não só pela arrecadação tributária, mas também pelo fato de o bem não ficar indisponível, isto é, fora do mercado imobiliário. Ademais, evita-se a deterioração dos bens deixados pelo falecido.

Desse modo, realizar o inventário (dentro do prazo) se apresenta como necessário para evitar problemas, multas e litígios.