banner_quemsomos_crop22.jpg

PUBLICAÇÕES

 

Offshores: preciso sair do país para abrir uma?

A resposta é não!


Hoje a abertura de uma empresa offshore (empresa estrangeira) já é tarefa de baixa complexidade, mas os cuidados são necessários. Sempre verifique o histórico do agente fiduciário que será escolhido, o qual fará o relacionamento com bancos, prestar serviços locais, e realizar a contabilidade.


Além de encontrar um agente fiduciário, o empresário deve definir o tipo de empresa a ser aberta e seus propósitos, definir o número de ações criadas, os acionistas e diretores, escolher o país onde a conta bancária da empresa irá operar (alguns países permitem que o local da empresa e a sede da conta bancária sejam diferentes, outros não), pagar as taxas devidas e enviar os documentos necessários - e, ao final da abertura, sempre declarar à Receita Federal na IRPF ou IRPJ, o que garante a regularidade da operação.


Apesar de mais simples com a tecnologia atual, todo o processo envolve minúcias legais e de estratégia de planejamento tributário e sucessório que tornam o tema espinhoso, necessitando do auxílio de advogados experientes no tema. Caso tenha interesse, fale conosco!