banner_quemsomos_crop22.jpg

PUBLICAÇÕES

 

Criptoativos: o que você sabe sobre?

As transações com criptoativos estão em alta, e há diversas moedas virtuais diferentes, como o pioneiro BitCoin, o Ethereum, e até moedas de “brincadeira” como a DogeCoin. De moeda têm em comum apenas o fato de serem meios de troca de valores por bens ou serviços, mas sua emissão é descentralizada e possui variação em sua cotação.


Além das moedas, há os tokens de utilidade, que representam direito a bens ou serviços exigíveis, devidos por parte que emitiu ou participou da emissão do instrumento (como os agora na moda NFT – tokens não fungíveis, que podem dar direito de acesso a, ou titularidade sobre, obras únicas, reais ou virtuais), e os tokens de investimento, que representam investimento em valores mobiliários.


As empresas que atuam como bancos que lidam com essas moedas são as exchanges, e sua atividade básica é adquirir ou vender ativos digitais por conta e ordem de clientes, fazendo por eles o trabalho de acesso à “blockchain” e se registrando em nome deles como detentores dos criptoativos. Elas aliam a perspectiva de ganho à proposta libertária de escape à rigidez dos agentes financeiros tradicionais.


Acontece que essas empresas não são reguladas pela lei bancária, pelo Bacen ou pelo Conselho Monetário Nacional, ou pela CVM. Por isso, é muito importante escolher com cautela a Exchange a ser utilizada, para evitar dissabores futuros.